COMO TOMAR REMÉDIOS HOMEOPÁTICOS

Frascos de remédios para homeopatia

Frascos de remédios homeopáticos

Como tomar remédios homeopáticos

Há tantas opiniões sobre o assunto de como tomar remédios homeopáticos, pois há homeopatas. Compreender a posologia homeopática não é fácil, e realmente leva anos de prática para ter uma sensação para isso. O objetivo de Samuel Hahnemann, o fundador da homeopatia, era prescrever de uma maneira que seria o mais gentil possível, mantendo a cura em andamento.
De fato, sua defesa da dose mínima, que é uma das pedras angulares da homeopatia, foi tentar encontrar uma maneira de eliminar os efeitos colaterais tóxicos que as pessoas experimentariam de doses brutas de substâncias, daí o uso de remédios altamente diluídos. Ele tendia a trabalhar com potências inferiores ao longo de sua vida, como potências de 6C e LM. Somente no final de sua vida ele começou a usar potências de 30C, e acredito que ele só usou o 200C algumas vezes.
Os homeopatas americanos, como James Tyler Kent, costumavam usar potências muito mais altas, porque queriam resultados rápidos e dramáticos e não estavam tão preocupados com a gentileza quanto Hahnemann. Fui muito influenciado por Kent nos primeiros anos da minha prática, mas agora estou me inclinando mais para a gentileza que Hahnemann defendeu. Leia abaixo para entender como eu tento alcançar essa gentileza.

Como repetir rapidamente o remédio

- Nunca siga as instruções de dosagem nas garrafas de remédios homeopáticos que você compra na loja de alimentos saudáveis. A FDA exige que esta informação seja impressa nas garrafas, mas é uma sobredosagem para remédios homeopáticos.
- Para o tratamento constitucional, uma única dose de remédio homeopático pode demorar muitos meses sem precisar ser repetida. Eu só repetiria um remédio se os sintomas que melhorassem após tomar o remédio começassem a recaída. Depois de tomar um remédio, geralmente há um período de reação inicial que pode durar várias semanas ou meses, dependendo de quão profundamente enraizado é um sintoma. Permito que este período de reação inicial se desdobre sem qualquer interferência. De seis a sete semanas depois de tomar o remédio, avaliarei a resposta e elaborarei um gráfico de linha base dos sintomas do paciente. Eu só repetiria o remédio, se os sintomas que melhorassem no gráfico da linha de base começassem a recaída, pois isso é uma indicação de que o remédio foi completo e seguiu seu curso, e agora é seguro e vantajoso para repetir.
-Estoco o ponto acima, porque muitas pessoas tratam as flutuações no período de reação inicial como indicações de que é necessário repetir o remédio. Isso não é preciso e diminui ou interfere no processo de cicatrização.
- Por doenças agudas após administrar o remédio, observo o paciente por 48 horas. Na maioria dos casos, deve haver uma melhoria notável dentro de 24 horas. Em outros casos, pode levar mais tempo. Eu não repito o remédio com freqüência durante acutes, como muitos homeopatas fazem, porque descobri que se o remédio está funcionando e a pessoa está se sentindo melhor, repetir o remédio pode agravar a situação desnecessariamente. Eu acho muito raro que uma repetição de um remédio seja necessária durante uma doença aguda. Eu só repetiria se os sintomas que haviam melhorado estavam definitivamente se movendo para trás por um bom tempo.
Garrafas de remédio Boiron
Frascos de remédio Boiron
- Quando um remédio é tomado, o remédio irá percorrer o repertório de sintomas do paciente enquanto ele procura o que precisa trabalhar. Em primeiro lugar, encontrarão os sintomas experimentados mais recentemente e funcionará em sintomas mais antigos mais tarde. Geralmente, você saberá que o remédio localizou um sintoma e está trabalhando nisso, porque você pode experimentar uma breve intensificação nesse sintoma. Isso é um sinal de que o sintoma está sendo trabalhado e que será melhor em breve. Muitas pessoas interpretam mal este e consideram o agravamento que ocorre nos primeiros dias ou semanas depois de tomar o remédio como um sinal de que o remédio não está funcionando e, em seguida, mude o remédio ou repita-o muito cedo. Este é um erro muito comum. Quando as mudanças estão ocorrendo, se você as interpreta como boas ou más, a regra não é interferir, Mas assista e espere para ver como as coisas se estabelecem. Não interfira durante as transições.

Avaliando o nível de sensibilidade do paciente e ajustando o remédio de acordo

- Seguindo o conselho de Samuel Hahnemann no Organon of Mediine *, administro sempre o remédio diluído na água. Quando administradas nas reações da água são mais gentis e os agravamentos são minimizados.
A potência do remédio utilizado, a quantidade de pellets utilizados, a quantidade de água utilizada para diluir o remédio, a quantidade de diluição líquida que o paciente bebe são todos fatores que o homeopata pode ajustar com base em sua intuição sobre o Força da força vital do paciente, ou o nível de sensibilidade do paciente. O objetivo é manter agravamentos ou reações ao mínimo, enquanto movem a cura para a frente da maneira mais suave possível.
Para uma pessoa altamente sensível, eu usaria um remédio de baixa potência, escolhendo entre uma potência de 6C, 12C ou 30C ou potência de LM. Gostaria de usar apenas uma pelota, diluída em duas, quatro ou mais onças de água e dar uma colher de chá ou mais de líquido para começar, à medida que o paciente se acostumar com o remédio e depois reavaliar a quantificação usada quando é necessária uma repetição .
Para pessoas muito fortes, eu usaria uma potência de 30C, ou possivelmente um 200C. Eu tende a não ir a potências mais altas, a menos que a pessoa tenha trabalhado com o tempo. Neste caso, posso dissolver 2 a 3 grânulos de um 30C ou 8 grânulos de 200C, uma vez que os grânulos de 200C tendem a ser muito menores do que os grânulos de 30C de certas farmácias em 4 onças de água, e bebe o paciente entre três e Seis colheres de sopa do líquido.

- Eu descobri que a quantidade de remédio pode afetar a duração da ação do remédio, mas nem sempre. Para algumas pessoas, uma colher de chá do remédio pode demorar mais do que um ano e, para outras pessoas, seis colheres de sopa apenas são de três a quatro meses. Em geral, no entanto, descobri que a quantidade de remédio consumado pode afetar a duração da ação do remédio e quanto tempo ocorre uma recaída.

Nunca se deve repetir o remédio exatamente da mesma forma

- De acordo com Samuel Hahnemann, nunca se deve repetir um remédio homeopático exatamente da mesma forma. Ele recomendou alterar a dose um pouco quando ela é repetida. Eu cumplo isso de várias maneiras:
Farmacêutico com Remédios Homeopáticos
Farmacêutico com Remédios Homeopáticos
Eu varro a quantidade de água usada, então, se eu usei 4 oz. De água para diluir o remédio para a primeira dose, vou usar 6 oz. De água para a segunda dose e 8 oz. Para a terceira dose, 10 oz. Para a quarta dose, e depois comece de novo a 4 oz.
Eu sempre succuss para a segunda e subsequente doses. Eu não succuss para a primeira dose, a menos que eu esteja usando potências de LM. O jeito que eu exclico é que eu dissolvo o remédio em uma jarra de vidro ou garrafa de plástico que se junta firmemente, e então eu bang ou acertar o frasco contra um livro. Então, peço ao paciente que beba a quantidade que eu acho que seria apropriada para eles com base na minha intuição sobre o quanto eles podem tolerar confortavelmente, com a intenção de manter os agravamentos ao mínimo. Peço-lhes que varrem o líquido na boca por 15 a 20 segundos antes de engolir cada colher. Também recomendo tomar o remédio pelo olfato, o que seria respirar a solução por um minuto.
No passado, eu costumava usar doses secas. O que descobri foi que as doses secas tendem a manter um pouco mais do que as doses dissolvidas na água, mas podem causar agravamentos desnecessariamente fortes. Quando eu mudei para a dosagem em água, descobri que os remédios funcionam muito mais gentilmente, mesmo que eles precisem ser repetidos mais cedo do que com uma dose seca.
-Há alguns pacientes que têm muito medo de tomar remédios homeopáticos. Uma das maneiras que eu encontrei para ajudá-los a ficarem confortáveis ​​com o remédio e superar o medo é colocar um ou alguns pellets em um envelope e colocá-lo sob seu travesseiro por uma hora ou mais, aumente a noite inteira. Desta forma, eles entram no campo energético do remédio, sem necessidade de ingeri-lo. Uma vez que eles sentem o benefício disso, eles são mais propensos a aceitar tomar o remédio por via oral.
Estou compartilhando esta informação sobre a posologia homeopática e como eu dou com você, porque há muita confusão sobre isso entre os homeopatas e o público. Eu tive muitos anos de experiência com a homeopatia e eu adoraria que as pessoas tivessem experiências positivas, seguras e gentis com isso. Esta é a maneira que eu encontrei para alcançar esse objetivo.
Apaixonado e curadosamente
Deborah Olenev CCH RSHom (NA)

* Existem muitas traduções deste livro e os títulos são diferentes. Aqui estão algumas traduções no Amazon.com
Uma tradução recente é a tradução de Wenda Brewster O'Reilley chamada The Organon of the Medical Art.
Há outra tradução de Kunzli e outros, também chamada de Organon of Medicine.

Fonte:http://www.homeopathyforhealth.net/2016/07/16/how-to-take-homeopathic-remedies/

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

FEBRE AMARELA - MEDICAMENTOS HOMEOPÁTICOS E SUA UTILIDADE

HYPERICUM PERFOLIATUM COMO REMÉDIO HOMEOPÁTICO - USO,POTENCIAS DE DOSES E INDICAÇÕES